+55 19 3288.0861
591

6 Dicas para Aguçar a Intuição (com exercício no final)

(por Isa Gama)

 

Oi! Esse post é muuuuito legal! Ele vai te dar dicas importantes para você saber como tomar melhores decisões na sua vida! O tema é: Intuição, ou seja, esse sentido que todos nascemos com ele, mas que, como tudo na vida, precisa ser treinado para um melhor funcionamento. Assim como os outros sentidos podem ser desenvolvidos, o intuito também pode! Basta pensar ao gosto, por exemplo: se você faz um curso de degustação de vinhos, passa a entender variedades de sabores, odores, tonalidades que antes nem imaginava, então quando você se depara com um vinho, consegue descrevê-lo com muito mais detalhes e aprecia-lo com mais prazer. A audição a treinamos com cursos de línguas ou de música. Podemos aprender coisas sobre um determinado quadro e ter uma experiência visiva muito mais aguçada e interessante quando aprendemos as tecnicas, e a explicação sobre porque o pintor fez aquele quadro daquele jeito.

O intuito é a nossa voz interior que sabe das coisas, ele pode nos guiar ao nosso caminho de realização pessoal. Só que temos que aprender a perceber e aceitar esses conselhos da nossa sabedoria interior. Como cultivar essa voz interior? É sobre isso que falaremos, e isso pode te ajudar a realizar o seu mais elevado propósito na vida. Seth Godin disse que o maior falimento que podemos ter na vida é ter um grande sonho e nunca tentar realiza-lo. Prestar atenção e tomar decisões em base ao nosso intuito te levará a realizar esse sonho.

 

GPS interior

Segundo a Jennifer Grace, temos um GPS interior, um navegador que nos diz para onde temos que ir, que decisão tomar, etc. Ela o chama de Y.A.K.: You Always Know (Você sempre sabe). Nós temos toda a sabedoria e as respostas mais importantes dentro de nós, mas nos esquecemos de como acessar essa consciência superior. Mas nós temos que nos sintonizar com esse navegador, criando espaço para que ele possa crescer dentro de nós. Nos distraímos com coisas supérfluas como a TV, o shopping, as mil coisas pra fazer, o facebbok, os compromissos sociais, e quase nunca dedicamos um tempinho ao nosso silêncio pessoal. Buscamos a opinião dos outros para tomar as nossas decisões íntimas, e cada um diz o que acha, e raramente estamos completamente confiante naquilo que nós decidimos. Mas é importante saber que você tem um guia interior que te guiará para os seus maiores propósitos, você precisa ter certeza dele para obter respostas claras e cristalinas.

Então aí vão as nossas valiosíssimas dicas para exercitar o “músculo” da intuição:

 

 

1. Confiar na sua Intuição

O primeiro passo para aguçar a sua intuição é acreditar seriamente que você tem esse guia interior, e que você pode confiar nele cegamente. Ao ter a consciência de que dentro de nós podemos encontrar as respostas para as mais difíceis situações, nos dá muito poder de conduzir a nossa vida com maior maestria e auto-confiança. Por isso a primeira coisa a se fazer é valorizar-se e acreditar em si mesmo, na própria capacidade de criar a realidade em que vivemos.

 

 

2. cultivar estado de bem-estar

É importante ficar atento para o próprio estado mental e emotivo presente, e tentar perceber os momentos em que você está de bem com a vida e em sintonia consigo mesmo. Porque os insights intuitivos nos chegam somente quando estamos centrados, quando estamos alinhados com nosso eu interior, com essa sensação de bem-estar.

 

 

 

3. Diferenciar as “vozes” interiores

Observe quando chegam as emoções, sinta-as e comece a anotar quando você sentir que pode ser uma mensagem de seu intuito. Escrever ajuda muito a nos lembrar de como vivemos as coisas, por isso a dica é fazer um relatório de si mesmo, para si mesmo. Para entender se você “ouviu” (ou percebeu) a voz do intuito ou da sua autocrítica, saiba que o intuito não faz julgamentos, críticas, nem põe você para baixo. As suas mensagens podem ser simplesmente neutras e sem carga negativa, ou te dar uma boa sensação, ou uma carga positiva. Essa distinção é importante para você saber diferenciar a intuição daquela vozinha negativa que te desencoraja a fazer as coisas, que te critica, te desmoraliza, te faz sentir em culpa, em dúvida, com medo, enfim, te põe para baixo e te paraliza. A intuição por outro lado, é como se fosse a vozinha de um anjo, que te faz sentir bem, que te põe pra cima, te faz se sentir estimulado a agir com propósito, que te coloca naquela posição de pessoa certa na hora certa! Ao praticar a mindfulness, ou seja a conscientização do próprio estado mental e emotivo no agora, você vai ficar mais treinado para perceber a diferença nessas “vozes” que chegam, e com o tempo irá conseguir distinguir a intuição da autocrítica, dúvidas ou medos. As mensagens intuitivas podem vir através dos nossos 5 sentidos: fique atento para essas sensações, sobretudo nos momentos de silencio, de calma, no qual você está bem consigo mesmo.

 

 

4. Meditação

Meditar diariamente não faz bem somente para o diminuir o stress, mas ao menos 10 minutos ao dia pode te ajudar enormemente a aumentar a sua capacidade de ouvir a sua voz interior. O ato de parar o fluxo constante de pensamentos e se focalizar no agora através do relaxamento permite que aos poucos você crie espaço para a sua natureza interior  se manifestar através do silêncio da mente. Basta que de manha você antes de levantar (ou no horário que for melhor para você), coloque um timer de 10 a 15 minutos e faça um relaxamento mental de todo o corpo, e visualize você mesmo em um lugar especial no qual você se sente bem, feliz e seguro. Se os pensamentos começarem a aparecer, a dica é agradecer pela informação que eles trazem, e deixa-los irem embora, como uma nuvem que passa. A meditação cria um espaço para os pensamentos que você quer realmente cultivar.

 

 

5. Contato com a Natureza

Neste item vou compartilhar a minha experiência que tem sido extraordinária. Desde que escolhi fazer um curso em Ecopsicologia, comecei a despertar para as mensagens que o mundo externo, sobretudo a natureza, me dá. Isso tem tudo a ver com a intuição, pois abrir espaço para esse diálogo com a natureza requer uma abertura dos nossos sensores intuitivos da mente.

Mudança de percepção da realidade

Com relação ao contato com a natureza, era uma coisa que intuitivamente eu já sabia, mas por conta da vida corrida, e das minhas crenças na ciência e o meu ceticismo, eu não dava muita importância. Foi somente quando eu passei a me sentir parte do todo, do universo, e me sentir em comunhão com ele, que passei a perceber que tudo que existe é porque deve existir, e tem um sentido maior para estar aqui. Passei a me sentir especial, e uma parte insubstituível do mundo. De consequência, é como se a natureza ao meu redor fosse minha melhor amiga, e eu comecei literalmente a dialogar com ela. E, advinha?? Passei a receber mensagens!!!

Diálogo íntimo com a natureza: insights preciosos!

Nesse percurso, também resolvi arriscar e tomar as minhas decisões me baseando nesse diálogo íntimo com a natureza. Então toda vez que tenho que decidir algo, eu faço uma caminhada meditativa (ver exercício no final) e converso com alguma coisa que me chama a atenção, e percebo se me chegam mensagens. O resultado tem sido surpreendente: tem acontecido coisas super novas na minha vida, estou conhecendo pessoas novas, e levando adiante os projetos dos meus sonhos, tudo graças à esse instinto de seguir o meu guia interior. Eu resolvi dar ouvidos à ele, após 35 anos de ouvir o que os outros achavam que eu devia fazer. Agora eu pergunto à mim mesma e ao universo. Nunca me senti tão bem, e tão confiante de que as coisas que mais quero se estão desdobrando para mim, em modos completamente inusitados (o que faz essa caminhada ser muito interessante e animada!). por isso, estar aberta a uma relação íntima com a natureza ajuda muito a aguçar a nossa intuição.

 

 

6. Aprender com os Erros

Erros ou problemas não são necessariamente coisas ruins. Na verdade eles estão na nossa vida para aprendermos alguma coisa. Por pior que seja a situação vivida, sempre tem uma lição boa por trás. Por isso, quando percebemos que fizemos escolhas erradas na nossa vida, isso quer dizer que tivemos experiências de aprendizado. No momento que conseguimos sentir os problemas de modo a encará-los como oportunidades, a nossa vida vira “feliz para sempre”, pois somos capazes de agradecer pelas coisas mais desastrosas que nos acontecem, pois elas nos fazem evoluir espiritualmente, nos fazem crescer como pessoas quando se aprende a lição. Aonde entra a intuição? Se você já teve a sensação de que seu guia interior te dizia para não ir aquela festa, ou não sair com aquele cara, mas mesmo assim você foi, e logo depois percebeu que fez a coisa errada! Ha! Então você não deu ouvidos à sua intuição. E o erro que você viveu te mostrou que deveria ter seguido essa voz interior. Bem, de fato ela ajuda muito a evitar a tomada de decisões que nos levem a problemas, ou nos conduzem a decisões que, mesmo que encontrem problemas no caminho, você saberá que eles estão lá por um ótimo motivo, por uma importante lição a ser aprendida. Mas não fique se culpando pelos erros do passado: de qualquer jeito eles estão te ensinado algo de bom, uma dessas lições pode ser exatamente a de aprender a ouvir a intuição. É importante enfrentar a verdade, aquilo que não está funcionando, pois é a melhor forma para achar uma solução.

 

Exercício para cultivar a intuição

Caminhada Meditativa na Natureza

– Reserve um tempo de no mínimo 30 minutos para fazer uma caminhada sozinho (ou se acompanhado, que seja cada um por si, em silêncio).

– Procure um lugar em contato com a natureza e sem muita agitação (praia em horário calmo, parques, montanha, bairros arborizados, etc). Não precisa ser um lugar isolado da civilização, o importante é ter elementos da natureza e que seja em um momento de pouco movimento.
– Ao chegar no lugar, coloque para si mesmo uma questão sobre a qual gostaria de meditar ou ter alguma resposta. Mentalize que você está aberto e receptivo para as mensagens da natureza (ou universo).
– Faça a sua caminhada em silêncio, observando a paisagem e sentindo as coisas que chegam.
– Ao notar algo que te chama a atenção, pare e “dialogue” (sem precisar literalmente falar, pode ser mentalmente) com esse elemento e perceba se recebe alguma mensagem.

Esse exercício é simples, mas poderoso. Pode ser que na primeira vez não receba nenhuma mensagem, por isso é legal fazer mais vezes, até você ficar mais “treinado” a esse diálogo intuitivo com a natureza. Quanto mais o praticamos, mais será fácil perceber as mensagens!

 

Valeu!
Amor em você!!

 

P.S.: São muito bem vindos comentários, sugestões e a tua opinião! Escreva-nos aqui embaixo e nos acompanhe no facebook https://www.facebook.com/jayainsights

 

 

 

 

There was an issue loading your timed LeadBox™. Please check plugin settings.
Tags: , , , , , ,

Isa Gama

0comentários

06 mai, 2015

Bem Estar,  Felicidade

Comentários

Digite um comentário

Enviar

Resolva a equação! *