+55 19 3288.0861
FEMINILIDADE

Um Poder a se Resgatar: a Feminilidade (também para homens!)

(Por Isa Gama)
É contra-intuitivo falar de feminilidade como um poder pois temos uma forte concepção de feminilidade como “fragilidade”, ou o famoso “sexo frágil”. Mas exatamente enfatizar essa sensibilidade, essa capacidade de ser mais emotivo e elaborar as emoções, é o que nos ajuda a fortalecer o próprio caráter. É um poder sutil que te dá a capacidade de conquistar o que se quer com a empatia, com o olhar, com a emanação de amor: é a capacidade de encantar e de se encantar!

The Greatest Power Requires the Lightest Touch (O Maior Poder Requer o Toque mais Sutil)

~ Bashar

 

O resgate da feminilidade pode nos ajudar como espécie a se encaminhar para uma nova etapa evolutiva, de maior equilíbrio, consciência e atenção ao mundo ao nosso redor. Isso não quer dizer negar a masculinidade, muito pelo contrario, é trazer maior equilíbrio entre essas polaridades, e criar um mundo que além de abarcar a esfera objetiva, racional científica, competitiva e individualista, também preza a intuição, o subjetivo, a cooperação e a fraternidade.
Eu sei que esse discurso pode parecer meio “fru-fru”, mas pense bem: se os seres humanos conseguirem ser menos competitivos e individualistas e mais cooperativos, prudentes e reconhecer que estamos todos de algum modo interligados, iremos chegar a uma realidade bem mais agradável e interessante, e com menos probabilidade de um colapso ambiental e social que nos extinguiria da face da Terra.

 

Porque Resgatar a Feminilidade?

Eu usei o termo “resgatar” e “também para homens”, porque todos temos dentro de nós um lado feminino e um masculino (claro que em proporções diferentes em homens e mulheres). Só que na nossa sociedade a polaridade masculina é fortemente valorizada: pense em como somos levados a acreditar na racionalidade científica, na objetividade, no desenvolvimento da tecnologia e no sistema econômico, e na competição desenfreada. O homem aprimorou habilidades e atingiu um nível de desenvolvimento científico-tecnológico incrível, incluindo uma maior independência em relação à natureza. Essa mentalidade objetiva e racional distanciada de uma sensibilidade e subjetividade em relação ao mundo gerou um processo de destruição indiscriminado do meio ambiente, além de ter reprimido o nosso lado humano “feminino” ligado à sensibilidade, às emoções, à intuição, à cooperação, à subjetividade, à prudência, e à visão de mundo como um todo, um sistema vivente do qual fazemos parte. Por isso, hoje o mundo passa por uma grande crise ambiental e também individual, em grande parte consequência dessa hipertrofia do masculino em detrimento da polaridade feminina.

 

Feminilidade Reprimida: o resgate!

Quando falo de feminilidade não estou me referindo a usar mini saia, salto alto e um kilo de base!!!! Nada contra, e inclusive acho importante se cuidar e se sentir bonita e atraente; ótimo para a auto-estima! Mas esse resgate vai muito além do aspecto físico e de gritinhos desesperados de medo de barata. A feminilidade que eu me refiro tem a ver com a mulher guerreira: determinada, profunda, sonhadora, aquela que procura agregar as pessoas a as acolher da melhor maneira, que gosta de cooperar, de dar atenção às emoções e saber elaborá-las, que confia na própria intuição, que tem calor maternal, que sabe centrar-se em si mesma, e que reconhece o próprio poder, que encanta e se encanta.

 

Ícones de uma Feminilidade Negligenciada

Eu gosto muito do mito das Amazonas, aquelas guerreiras da Grécia Antiga que andavam a cavalo, manipulavam arco e flecha com rara habilidade, que recusavam a autoridade masculina, e enfrentavam destemidos soldados. Elas eram mulheres audaciosas, subversivas e sedutoras! Encarnavam o avesso do que pregava a sociedade antiga (mais info aqui). As Amazonas me inspiram pois construíam o mundo do modo em que elas achavam melhor, realçando em si o aspecto feminino e o masculino. De fato, elas mutilavam um dos seios para poder atirar melhor com o arco, e isso também representava que de um lado eram mulheres e de outro homens. Elas representam um lado guerreiro e forte que todas as mulheres podem e querem resgatar.

 

amazona

Amazona

 

 

Outro exemplo que adoro é o das mulheres curandeiras e as chamadas “bruxas” ou chamanas, que na verdade eram (e ainda são, pois ainda existem em muitas culturas) mulheres “empoderadas” que tinham alcançado a aceitação de si e a serenidade, prontas para enfrentar os grandes desafios da vida semeando amor e servindo a humanidade com seus dons de cura. Ótimas dicas de leitura são os livros de Hernan Huarache Mamani “La Profezia della Curandera” e “La Donna della Coda d’Argento” (acho que não tem em portugues, mas em espanhol e italiano sim). Elas cultivavam a visão sistêmica, ou seja, a compreensão de mundo como  um sistema do qual fazemos parte, a prudência, o sentimento de pertencer à comunidade terrestre.

 

Chamana

Chamana

 

Essa feminilidade se encontra hoje fortemente negligenciada, e em muitos casos ou foi reprimida pelo dever que hoje as mulheres tem de construir uma carreia “ala” masculina, ou totalmente desconfigurada através de uma imagem feminina que impõe um estereótipo a ser seguido para ser cada vez mais atraente pro macho, não sendo capaz de reconhecer o próprio valor como mulher.
Então, o “despertar do feminino” significa voltar a enfatizar essas características de cooperação, subjetividade, valorizar as emoções, a intuição, o calor maternal, a força interior, semear amor, a sensação de pertencer à uma comunidade com um próprio dom a ser compartilhado,  etc.

 

Também para homens!!

A feminilidade deve ser resgatada não só em mulheres, mas também nos os homens, uma vez que todos nós temos uma parte macho e uma fêmea. Acredito que os homens são os que mais sofrem com essa repressão do feminino pois muitas vezes são ridicularizados quando demonstram sensibilidade emotiva, ou outros aspectos dessa feminilidade que me refiro. Este despertar é essencial para dar novas respostas aos problemas que enfrentamos hoje, com o objectivo de criar um diálogo em pé de igualdade com a polaridade masculina para criar mais equilíbrio. A partir da esfera individual, o despertar do feminino supera o conflito entre as polaridades masculina e feminina, encoraja a expressão individual que promove a auto-realização, sem deixar que o indivíduo se limite pelos estereótipos impostos pela sociedade circundante.

 

Exercício para resgatar a feminilidade (tb para homens!)

Pode-se começar com a valorização das emoções da seguinte forma:
– Observe o próprio estado emotivo-mental, e perceba uma situação em que você se sente mal;
– Ao individuar o sentimento negativo, pergunte-se mentalmente: eu quero continuar vivendo essa sensação? (Provavelmente a resposta será “não”).
– A próxima auto-pergunta: Então que sensação eu gostaria de viver?
– Deixe a sua mente elaborar uma situação ou idéia agradável para mudar o foco do mal-estar para o bem-estar ou uma sensação mais agradável; Não se preocupe se não aparecer uma resposta imediata, o importante é colocar a mente para elaborar a resposta, que poderá chegar em outro momento.

 

Este simples exercício de prestar atenção nas emoções (que na verdade é uma prática de mindfulness ou de presença) é muito útil para saber lidar com situações estressantes e de mal-estar emotivo. Apesar de sua simplicidade ele não é nada fácil, pois desenvolve o lado feminino, o qual não estamos nem um pouco habituados a usar. Te ajudará a criar uma vivência mais agradável e mais de acordo com o seu real propósito! Deste modo você está aprendendo a controlar a sua mente e não se deixar levar pelas emoções. Recomendo aplicá-lo sempre que você conseguir, pois quanto mais você treina “ouvir” as próprias emoções, mais fácil será rege-las a seu favor!
Recomendo muuito esse exercício para homens pois vivemos num mundo onde as emoções tem que ser disfarçadas e reprimidas, e nunca somos estimulados a observa-las e a elabora-las (a não ser quando já estamos no psicólogo).

 

Valeu!
Amor em você!!

P.S.: São muito bem vindos comentários, sugestões e a tua opinião! Escreva-nos aqui embaixo e nos acompanhe no facebook https://www.facebook.com/jayainsights

 

 

There was an issue loading your timed LeadBox™. Please check plugin settings.
Tags: , , , , , , , , , , ,

Isa Gama

0comentários

20 mai, 2015

Bem Estar,  Ecopsicologia,  Exercícios Práticos

Comentários

Digite um comentário

Enviar

Resolva a equação! *